Vestibular da Viola
2110 visualizações
Afinação: Cebolão em Ré
Afinação: Ritmo: Pagode
Corrigir

aperte Esc para fechar
Espaço para play/pause

Tom: D

 D|---12----12----0----0-----5----5-----7----7-------------------|
 A|----------------------------------------------0-------0-------|
F#|-12----12----0----0-----5----5-----7----7---------------------|
 D|---------------------------------------------------0-----2-4--|
 A|--------------------------------------------2--2-4------------|

 D|-----------------------------------------------------------7^9^7--|
 A|--------0-2^0------------------------------------------7-9-9------|
F#|------8-------1-0----1^0---------------------------7-8-7-8--------|
 D|-/7-7------------2-2-----2-0----------0-2-3-4---/7---9------------|
 A|-----------------------------4--0-2-4-----------------------------|

 D
No torneio que eu entrar ninguém põe a mão na taça
                            A7                D
Não preciso de padrinho eu ergo o troféu na raça
  A7
No vestibular da viola não é qualquer um que passa
  G                                D         G
Pra esquentar o meu peito não preciso de cachaça
  A7                  D                    A7
Minha voz sai com clareza é quente por natureza
                  D
chega até sair fumaça

Introdução

 D
Dupla pura sertaneja no mercado está escassa
                          A7                D
Não canta mais no sertão fala língua outra raça
  A7
Francamente eu me envergonho de certas letras na praça
  G                                 D            G
Fala mais de mil besteiras e a juventude acha graça
  A7                      D                     A7
Enquanto que as coisas nossas tudo que fala da roça
                        D
está jogado para aas traças

Introdução

 D
Conserva e dá o estilo de uma casa sem vidraça
                                   A7         D
Onde os passarinhos cantam e a natureza me abraça
  A7
Café quente vem do bule água fria da cabaça
  G                                  D        G
Camisa branca de festa que o ferro de brasa passa
  A7                       D               A7
È pura seda mineira bato viola a noite inteira
                  D
e a danada não amassa

Introdução

 D
No carreiro da pintada o macaco não faz graça
                              A7          D
Amanheço na estrada mas não durmo na quiçaça
  A7
Não paro em porta de venda por não gostar de arruaça
  G                                  D         G
A cachaça é uma semente quem bebe sempre fracassa
  A7                            D            A7
Depois que tudo acontece vem dizer que não merece
                     D
bota a culpa na manguaça

Colaboração: Lohany Ribeiro
mande seu vídeo tocando #aprendinocifrasdeviola

Grave um vídeo tocando "Vestibular da Viola", poste no Youtube e envie o link pra gente! Você aparecerá aqui mostrando seu talento.

Envie seu vídeo
o que achou da música?
Ver Resultados
Total de 1 votos.
Muito Fácil: 0 votos. (0%)
0%
Fácil: 0 votos. (0%)
0%
Médio: 1 votos. (100%)
100%
Difícil: 0 votos. (0%)
0%
Muito Difícil: 0 votos. (0%)
0%
comentários

Faltam caracteres

Obs: Seu comentario está sujeito à aprovação.

Faltam caracteres

Ajude o CifrasdeViola a permanecer no ar:
Mostrar Acordes