Memória de Carreiro
1981 visualizações
Afinação: Cebolão em Mi
Afinação:
Corrigir

aperte Esc para fechar
Espaço para play/pause

Tom: E

 E|--12--9-11----9-5-7---11-11-11-11--9--7---9--4--5--7h9p7--7-- 
 B|--14-10-12---10-7-9---12-12-12-12-10--9--10--5--7--9------9--
G#|-------------------------------------------------------------
 E|-------------------------------------------------------------
 B|-------------------------------------------------------------

 E|--12--9-11----9-5-7------11----11----9----7----5----4---7p4----
 B|--14-10-12---10-7-9---12----12----10----9----7----5---------5--
G#|---------------------------------------------------------------
 E|---------------------------------------------------------------
 B|---------------------------------------------------------------

 E                                                B 
Quando ouço na chapada o tinir da canga e do carretão
                                    E       B7 E 
Sinto por dentro umas pontadas que dor no coração
                                                      B
É que esse canto em eras passadas representava uma aliança
                                             E      B7  E 
Entre os casco na poeira da estrada em meus sonhos de criança
                B                   E
O canto da passarada com o carro duetava
                     B                A             E    F#
O azul do céu com a terra naquele instante se encontrava
                B           A             E
O orvalho da manhã era cristal na luz do dia
                B                        E
Até parecia o amor ardente do zóio de Maria
B            E       B            E
Ê tempo que foi te guardo no coração
B           E      B            E
Ê carro de boi sumiste no estradão

Introdução

 E                                                 B 
Hoje tenho as mãos calejadas meu trabalho duro e cruel
                                         E       B7 E 
Só me restou uma sorte marvada boi de canga do coronel
                                              B
Faço parte dessa manada na cidade tonta e perdida
                                                 E      B7  E 
Me vem na garganta um nó de laçada No meu peito uma sôdade doída
                  B                     E
A cantoria da chapada hoje é buzina de metal
             B                    A           E    F#
O aboio da boca da noite hoje é sirene de hospital
                       B             A            E
Orvalho só resta nos olhos o sol já não faz meio-dia
                  B                             E
O que ainda me sustenta é fé em Deus e paz na guia
B            E       B            E
Ê tempo que foi te guardo no coração
B           E      B            E
Ê carro de boi sumiste no estradão

Colaboração: Eduardo Luiz Messias
mande seu vídeo tocando #aprendinocifrasdeviola

Grave um vídeo tocando "Memória de Carreiro", poste no Youtube e envie o link pra gente! Você aparecerá aqui mostrando seu talento.

Envie seu vídeo
o que achou da música?
comentários

Faltam caracteres

Obs: Seu comentario está sujeito à aprovação.

Faltam caracteres

Ajude o CifrasdeViola a permanecer no ar:
Mostrar Acordes