Fazenda São Francisco
9037 visualizações
Afinação: Cebolão em Mi
Afinação: Ritmo: Rasqueado
Corrigir

aperte Esc para fechar
Espaço para play/pause

Tom: C

 E|---------------------------------------------------------------------------------------
 B|---------5-5-3------5--5-3------6--6-5------6--6-5-------5-6-7-8--6-8-6-5---5-3-5-3-5--
G#|----4--4----------3-----------3-----------3------------3-------------------------------
 E|--3-------------3-----------3-----------3------------3---------------------------------
 B|---------------------------------------------------------------------------------------

 E|--------------------------------------------------------------------------------------
 B|---------5-5-3------5--5-3------6--6-5------6--6-5-------5-6-7-8--6-8-6-5-5-3--5-3----
G#|----4--4----------3-----------3-----------3------------3---------------------------4--
 E|--3-------------3-----------3-----------3------------3--------------------------------
 B|--------------------------------------------------------------------------------------

    C            G                            Am 
Eu fiz a maior proeza, pras bandas do rio da morte
                  G                         C 
Com outro caminhoneiro, traquejado no transporte
 C7              F                          C 
Fui buscar uma vacada, para um criador do norte
                    G                   C 
Na chegada eu pressenti que era dia de sorte
                    G                         C
Depois do embarque feito só ficou um boi de corte

    C           G                          Am 
O mestiço era bravo, que até na sombra investia
                   G                          C 
E a filha do fazendeiro, molhando os lábios dizia
 C7                 F                      C 
Eu nunca beijei ninguém, juro pela luz do dia
                     G                      C 
Mas quem montar esse boi, lhe tirar a valentia
                    G                      C 
Ganha meu primeiro beijo que darei com alegria

   C               G                           Am 
Vendo a beleza da moça, meu sangue ferveu nas veias
                       G                        C 
Eu calcei um par de esporas, e passei a mão na peia
 C7                 F                       C 
Peguei o mestiço a unha, rolei com ele na areia
                    G                        C 
Enquanto ele esperneava, fui apertando a correia
                       G                          C 
Mas quando sentei no lombo foi que eu vi a coisa feia

    C              G                      Am 
O boi saltou a porteira, no primeiro corcoveado
                  G                       C 
Numa ladeira de pedra, desceu pulando furtado
 C7             F                         C 
Saía língua de fogo, cheirava chifre queimado
                       G                  C 
Quando os cascos do mestiço batiam no lajeado
                     G                   C 
Parou berrando na espora ajoelhando derrotado

    C               G                   Am 
Pra cumprir sua promessa, a moça veio ligeiro
                    G                    C 
Me disse: "você provou, ser peão de boiadeiro"
 C7                         F                   C 
Dos prêmios que eu vou lhe dar, o beijo é o primeiro
                G                         C 
Sua boca foi abrindo, seu olhar ficou morteiro
                   G                    C 
Nessa hora eu acordei abraçando o travesseiro

Colaboração: Eduardo Luiz Messias
mande seu vídeo tocando #aprendinocifrasdeviola

Grave um vídeo tocando "Fazenda São Francisco", poste no Youtube e envie o link pra gente! Você aparecerá aqui mostrando seu talento.

Envie seu vídeo
o que achou da música?
Ver Resultados
Total de 9 votos.
Muito Fácil: 5 votos. (56%)
56%
Fácil: 2 votos. (22%)
22%
Médio: 2 votos. (22%)
22%
Difícil: 0 votos. (0%)
0%
Muito Difícil: 0 votos. (0%)
0%
comentários

Faltam caracteres

Obs: Seu comentario está sujeito à aprovação.

Faltam caracteres

Ajude o CifrasdeViola a permanecer no ar:
Mostrar Acordes