Ditado Sertanejo
7.719 visualizações
Afinação: Cebolão em Mi
Afinação: Ritmo: Cururu
Corrigir

aperte Esc para fechar
Espaço para play/pause

Tom: A

 E|--5-4-4-4-2--------------------0-0-0--
 B|--7-5-5-5-3-5-5-5--2-3-5-5-3-3-2-2-2--
G#|------------5-5-5--1-3-5-5-3-3-1-1-1--
 E|-------------------------------0-0-0--
 B|-------------------------------2-2-2--

 A                   E7                       A 
No lugar que canta galo, de certo que mora gente
 D                     E7                         A    E7  A 
Que é muito bonito é lindo, que muito feio é indecente
 D                     E7               A 
A água parada é poço, riacho é água corrente
  D            E7                        A 
Toda briga de muié o que faz é língua quente.

Introdução

 A              E7                        A 
Onde tem moça bonita, de certo que tem namoro
 D               E7                     A    E7  A 
Onde tem muié baixinha, tem relia e desaforo
 D                       E7                    A 
Mistura sogra com nora, pode ver que ali sai choro
  D                E7                            A 
Na vila que tem polícia, banho de pau d'água é couro.

Introdução

 A                E7                 A 
Amor de muié rusguenta, catinga jaratataca
 D                 E7                         A    E7  A 
Doença do rico é gripe, doença do pobre é ressaca
   D                     E7                 A 
Dança de rico é baile, dança do pobre é fusarca
   D               E7                      A 
O rico educa na escola e o pobre educa no tapa.

Introdução

 A                     E7                          A 
O que agrada moça é carinho, o que agrada véio é café
 D                E7                     A    E7  A 
O homem que fala fino, não é homem nem muié
 D                          E7                A 
A muié que fala grosso, ninguém não sabe o que é
  D                         E7                 A 
O lar que não crê em Deus, quem domina é o Lúcifer.

Introdução

 A               E7                      A 
O que faz sapo pular, tem que ser necessidade
 D                  E7                         A    E7  A 
Pessoas que falam muito, nem todos disse a verdade
      D                    E7                    A 
Com o tempo a flor perde a cor, e nóis perde a mocidade
  D                     E7                 A 
O janeiro traz velhice e a velhice traz saudade

Colaboração: Oliveira Neto
mande seu vídeo tocando #aprendinocifrasdeviola

Grave um vídeo tocando "Ditado Sertanejo", poste no Youtube e envie o link pra gente! Você aparecerá aqui mostrando seu talento.

Envie seu vídeo
o que achou da música?
Ver Resultados
Total de 10 votos.
Muito Fácil: 4 votos. (40%)
40%
Fácil: 5 votos. (50%)
50%
Médio: 1 votos. (10%)
10%
Difícil: 0 votos. (0%)
0%
Muito Difícil: 0 votos. (0%)
0%
comentários

Faltam caracteres

Obs: Seu comentario está sujeito à aprovação.

JOSEGONZAGADONASCIMENTO
10 meses atrás
DO.TIAO.EU.CANTO.TRINTA.MUSICAS.SONAOTOCO.VIOLA.TIAO.EREFERENCIA.BRASILEIRA.EMTODAS.
Rodrigo
1 ano atrás
No verso em diz "Amor de muié rusguenta, catinga jaraca ataca", o correto é "jaratataca".
Cifras de Viola
1 ano atrás
Obrigado Rodrigo, corrigido.
Rodrigo
1 ano atrás
Obrigado vocês pela contribuição com nós iniciantes no aprendizado da viola!!!!
Com certeza é o melhor site de cifras.
JOSÉ ROBERTO
1 ano atrás
GOSTEI DO SITE MUITO BOM .

Faltam caracteres

Ajude o CifrasdeViola a permanecer no ar:
Mostrar Acordes